Earth Day – O dia da terra

earthday08 Earth Day   O dia da terra

Google já colocou loguinho comemorativo e tudo… Mas você sabe como a data surgiu?

” O Dia da Terra foi criado em 1970 quando o Senador norte-americano Gaylord Nelson convocou o primeiro protesto nacional contra a poluição. É festejado em 22 de abril e a partir de 1990, outros países passaram a celebrar a data.”

A verdade é uma só, a gente tem que se mexer messsmo. A causa é de todos e todos pagamos e pagaremos ainda mais, se nada for feito.

Blá, blá, blá… poderia ficar falando por linhas e mais linhas sobre o assunto, mas o importante é a consciência de cada um.

Hoje tente ir a pé, de bicicleta ou de coletivo para onde você precisa ir e participe também do Car Free Day.

Só sei que sinto muita falta aqui em SP do meu jardim, das minhas árvores, de ouvir canto de passarinhos (ainda mais quando se mora perto de uma das avenidas mais movimentadas da cidade). Parece que fiquei ainda mais atenta a isso tudo quando me pego comparando a qualidade do ar, por exemplo entre muitas outras coisas, entre SP e Porto Alegre. Também fico indignada com as tias da faxina daqui que, simplesmente, misturam os lixos que separamos com o lixo normal. Já que misturam, eu separo e levo até o lixão onde deveria ser depositado todo o LIXO RECICLÁVEL do condomínio.

morro do 360 na tainha1 Earth Day   O dia da terra

Morro da reserva 360 na praia da Tainha, SC. Saudades… nesse lugar você percebe a necessidade da conservação ambiental na pele e na alma.

You can leave a response, or trackback from your own site.

7 Responses to “Earth Day – O dia da terra”

  1. Thomas disse:

    precisamos preservar mais…

  2. marilia disse:

    que vista linda… que sensação fantastica…

    eu tambem ando com saudades de lugares assim, cada vez mais raros..

  3. Ester Beatriz disse:

    Nossa Dani, sei bem como é estar em uma selva de pedra e sentir falta de verde.
    Eu sou uma “maria árvore” assumida e fico revoltada quando resolvem cortar as poucas árvores que tem na cidade – “ah porque tá estragando a calçada” – tem base? Uma árvore que demorou décadas pra virar um delicioso e lindo pulmão natural vai ao chão em minutos.
    E aqui em Goiás, os cerrados também estão sendo devastados pela agricultura. Reservas naturais parece que estão diminuido num rítmo medonho.
    Outro dia vi o documentário Earth, que mostra claramente os efeitos e sequelas do aquecimento global, pelo descaso desenfreado da humanidade.
    Sim, temos que parar pra pensar sim e agir. Todos!

    Beijo!

  4. André Lasak disse:

    Que lugar pra meditar, heim? SC é um paraíso, mesmo…

    Ah, só pra avisar, depois de uns bons meses voltei à ativa com o Quimera Ufana…

    Apareça lá pra tomar uma cervejinha, ok?

    Beijão!

  5. Rafael R disse:

    Sabe que morei uns 6 meses em SC, lá em BC, e entendo BEM melhor o que é ter qualidade de vida depois disso. Morar em Sp deixa as pessoas azedas, frias, é complicado.. mas que atividades como as do dia de hoje sirvam pra alertar todo mundo. Ao menos comigo deu certo! ;D

  6. Karin disse:

    Lindíssima essa foto, lindo lugar! Felizmente aqui em minha cidade ainda podemos contemplar por perto lugares tão maravilhosos quanto esse e também temos muitas árvores pela cidade. É claro que isso não se deve ao fato da consciência ecológica em si (porque ainda não há!), mas ao fato que Belo Horizonte ainda é uma cidade relativamente pequena se comparada a São Paulo. Estamos aqui numa ‘luta’ diária para o tombamento de uma Serra que estão querendo ‘mineirar’. E por aí vai… Às vezes me sinto um “e.t” de tão chata que sou com esse lance de ecologia. Parabéns pela publicação. Ah, eu achei uma gracinha o logo do Google.. tá sempre variando entre as datas comemorativas. Abraços ^^

  7. Mestre Zen disse:

    O ideal seria se todos os dias fossem Car Free Day, já seria meio caminho andado né ? Mas quem disse que dá pra fazer tudo sem eles do jeito que tá hoje ??? =/
    Eu sou de Goiás também e a situação aqui é desesperadora. Estão destruindo o cerrado a velocidades inimagináveis. Em menos de 1 década não vai ter mais nada, só plantações e por mais que tentem parar, tá difícil porque não fiscalizam aqui tão bem quanto em estados “amazônicos”.

    Ester, você é daqui também ? =D

Leave a Reply