Relacionamentos à distância são complicados, mas não impossíveis

Relacionamentos à distância21 Relacionamentos à distância são complicados, mas não impossíveis

Não sou um Don Juan, nem um especialista em namoros e casamentos. Mas sei que se manter um relacionamento tradicional, daqueles em que os pombinhos se veem todos, ou quase todos os dias já é complicado, um relacionamento à distância é uma tarefa altamente complexa, que exige paciência, determinação e uma alta dose de imaginação. Nessas horas, telefone, MSN e Skype são ferramentas essenciais quando bate a hora da saudade.

Mas como ninguém é de ferro, às vezes é necessário encarar algumas horas de viagem, de carro ou avião, para poder passar, pelo menos um final de semana, grudadinhos um no outro. E nossa, como este final de semana é bom, mas infelizmente, passa rápido. E aumenta ainda mais a vontade de ficar juntos novamente, de sentir aquele abraço apertado, os beijos carinhosos e o cheiro, que somente aquela pessoa especial parece ter. O cheiro que às vezes você ainda pode sentir, fechando os olhos e imaginando os poucos momentos que foram passados juntos.

Tenho uma amiga, que namora há quase três anos com um italiano. Eles se encontram pessoalmente umas duas vezes por ano. Às vezes, chamo ela de Jedi, ou Buda pós-moderna, tamanha a sua determinação e força de vontade. Como todo o relacionamento, eles tem seus altos e baixos. Mas ela não desiste, e segue firme e forte, como toda pessoa otimista deve fazer.

Recentemente assisti ao filme “Amor à Distância” (Going the Distance, 2010), estrelado pela Drew Barrymore e Justin Long, que mostra, de forma muito engraçada as desventuras de um casal que tenta manter o relacionamento mesmo longe um do outro. Não vou comentar a história. Vá até uma locadora e alugue o DVD, se você ficou curioso. Só digo que vale a pena.

O certo é que não devemos ter medo de experimentar. Não sou um cara muito religioso. Eu sei, tenho que mudar isso. Mas acredito que temos a obrigação de tentar sermos felizes aqui, agora. Vivemos em um mundo tão louco, que as vezes as ideias mais absurdas são as que mais podem dar mais certo.

Não tenha medo de errar. Deixe a negatividade de lado e se atire de cabeça neste relacionamento, por mais maluco que possa parecer. Com certeza, uma coisa que aprendi ao longo desses meus 31 anos, é que o ser humano não nasceu para ficar sozinho.

Então, da próxima vez que você se encontrar pessoalmente com a sua cara metade, olhe bem nos olhos dela, nessas duas bulitas castanhas e diga, sem medo de parecer um boboca: “Eu te amo, e quero ficar contigo, mesmo estando temporariamente a quilômetros de distância um do outro”.

You can leave a response, or trackback from your own site.

5 Responses to “Relacionamentos à distância são complicados, mas não impossíveis”

  1. Helen Vergara disse:

    Sei bem o que é isto… sou gaúcha, nascida em Pelotas. Conheci meu noivo, que é paulista, em 1999 pela internet. Ficamos trocando cartas durante 10 anos (sem se ver pessoalmente nunca, apenas cartas, telefone, fotos, email, msn). Um dia ele disse que estava na hora de nos conhecer pessoalmente e ver se era realmente o que a gente queria… 2 meses depois que ele foi me ver, larguei tudo onde morava (amigos, familia, emprego, casa) e fui morar com ele em SP. Hoje estamos noivos, morando juntos há quase 2 anos e super, mas super felizes. Valeu a pena a espera!!! =)

  2. Luana Fernandes disse:

    Eu morava em Praia Grande (litoral de SP) e meu namorado mora em Sorocaba (no interior de SP)… ele é amigo dos meus primos que moram na mesma rua que ele e no final do ano de 2008 eles foram passar a virada na minha casa na praia… Eu e meu namorado ficamos no dia 1 de janeiro de 2009 e estamos juntos até hoje, agora estou morando um pouco mais perto dele, em São Bernardo… conseguimos nos ver todo fim de semana, mas no começo do namoro ficávamos 1 mês longe. As vezes rola uma besteirinha de desconfiança, cada um leva sua vida de dia de semana, mas o fds é reservado exclusivamente para nós! Tenho vontade de morar mais perto dele, vê-lo sempre que eu quiser mas acho que se não fosse a distância, as viagem de 5 horas, a grana que gastamos, tudo que abrimos mão pra ficar juntos, talvez não seria do jeito que é, ou talvez nem estivessemos mais juntos…

  3. [...] seu cabeleireiro e seu marido? Como satisfazer uma mulher com 9 centimentros Médias interesantes Relacionamentos à distância são complicados, mas não impossíveis Os memes após o sexo Conhecendo a origem das [...]

  4. LayFontana disse:

    Bem tenho 16 anos e meu namorado tem 18 antes dele me conhecer ele ja iria pra Brasilia fazer faculdade a gente começou a namorar tenhos 7 meses ja de namoro ficamos um tempo afsatdos devido a brigas..Mas hoje ele vai pra Brasilia e eu vou terminar meus estudos do ensino medio aki e fazer faculdade lá pra morar com ele Moro na Bahia em Barreiras e pretendo me casar com ele sei que sou nova mas tenho principios nada é impossivel

  5. Patrícia sanches disse:

    Ótimo o que vc escreveu, com certeza a determinação e força de vontade são grandes aliados para um relacionamento deste tipo. Estou começando a viver um e admito que não é nada fácil, quanod vc falou de cheiro e abraço quase eu choro aqui lembrando… rsrsr, enfim namoro meu primo de 3 grau e isso parece um sonho realizado mesmo longe temporariamente de alguma forma vai dar certo! Abraços

Leave a Reply